Rua dos Pelegrinis, 11 - Bairro Desterro - Casa Branca - SP - CEP: 13700-000 - Fone: (19) 3671-1143 - contato@santuariodesterro.com.br

 
 

Histórico do Santuário

 

SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DO DESTERRO - CASA BRANCA - SÃO PAULO

       

O MILAGRE 

Final do ano de l869.Na penumbra do cerrado existente na colina, no silêncio, o vulto de um homem, aparentando seus cinqüenta anos, quedo em oração, busca consolo para a angústia de sua alma. Esse homem – Coronel João Gonçalves dos Santos – atribulado pelas provações, lembra-se que só em Deus encontraria paz e resignação para os seus sofrimentos. Como homem de fé, ele tem em seu pensamento o mistério da fuga da Sagrada Família para o Egito. Imagina, com os olhos da fé, as angústias da aflita Mãe e seu doloroso exílio.Inspirado na piedade e na confiança de Maria,  exclama: “Queridíssima e aflita Mãe! É do vosso agrado que eu levante aqui, neste ermo, uma Capela em sua honra? Livrai-me, pois, dos grandes males que me afligem”...O Coronel é atendido em sua súplica, obtendo a graça.Reconfortado,  inundado de paz e alegria, cumpre, imediatamente,  a sua promessa.E assim, a pequena Capela, simples e modesta, sob a invocação de Nossa Senhora do Desterro é erguida, como testemunho de sua devoção,  de gratidão e de amor à Mãe de Deus. 

A HISTÓRIA DO SANTUÁRIO DO DESTERRO

 A Capela de Nossa Senhora do Desterro, que hoje vemos na Colina do bairro do mesmo nome, foi construída em 1936, pelas mãos operosas do inesquecível sacerdote estigmatino Padre Luís Maria Fernandes. Mas a sua origem remonta ao ano de 1869, quando o Coronel João Gonçalves dos Santos, cumprindo promessa feita à Virgem Maria, erigiu uma humilde capelinha no lugar denominado Alto da Boa Vista, local inserido na antiga Fazenda Casa Branca. Conta a história, principalmente os descendentes do Coronel, que a imagem que repousa no altar da Capela veio de Portugal. O Coronel e seus familiares reuniam-se em torno dela para, diariamente, rezarem o terço. No entanto, outras pessoas também foram se achegando à família e passaram a freqüentar os momentos de oração diante da imagem, surgindo a necessidade de aumentar a pequena capela. Dia a dia aumentavam as pessoas que procuravam a Virgem Santa, para um pedido ou para uma oração. Diante disso, em 27 de abril de 1890, o Cônego Miguel Martins da Silva, vigário da paróquia, celebrou ali a primeira missa. Mas o fluxo popular continuava a crescer com o correr do tempo e a capelinha tornara-se pequena, e ainda mais, quase em ruínas, ameaçando desabar. Sob a orientação do Cônego Oscar Sampaio Peixoto – pároco de Casa Branca -  no ano de 1931, ela foi reformada e ampliada. Ainda assim não foi suficiente. Em 1936, quando a paróquia passou para as mãos dos Padres Estigmatinos, o Padre Luís Maria Fernandes resolveu demolir a antiga igreja e construir uma outra, bem maior e que poderia atender ao grande movimento de romeiros e fiéis, sofrendo algumas alterações, principalmente na fachada. E até hoje, ela está servindo a todos, propagando a devoção à querida Mãe – Senhora do Desterro. 

UM VERDADEIRO COMPLEXO NO ALTO DA COLINA 

O Santuário de Nossa Senhora do Desterro é um dos maiores orgulhos de Casa Branca.Suas construções, destinadas às mais diversas atividades, formam um conjunto harmonioso que enobrece o Bairro do Desterro, onde está localizado. 

O SANTUÁRIO:

O Santuário, dedicado a Nossa Senhora do Desterro, construção de 1936, tornou-se um verdadeiro oásis  espiritual, recebendo peregrinos de diversos pontos do Estado, principalmente no mês de Agosto, quando, há mais de 80 anos, ocorre a tradicional Festa do Desterro. 

A LIVRARIA

Anexo ao Santuário, encontra-se a Livraria Nossa Senhora do Desterro, uma das mais completas lojas de artigos religiosos da região, oferecendo aos visitantes livros, cds, camisetas e materiais religiosos em geral. 

A RÁDIO DIFUSORA DE CASA BRANCA

Enriquecendo o conjunto, funciona em amplas instalações a moderna Rádio Difusora de Casa Branca, emissora diocesana de radiodifusão, criada em 1956 – há mais de 50 anos em atividade  - com equipamentos de última geração e seus funcionários altamente capacitados, tornando-a uma das emissoras AM de maior audiência na região. 

O CENTRO PASTORAL DIOCESANO “DOM TOMÁS VAQUERO”

Integra, ainda, o conjunto o antigo seminário de formação de irmãos estigmatinos – hoje Centro Pastoral Diocesano Dom Tomás Vaquero totalmente reformado e que recebe, anualmente,  milhares de pessoas para os mais diversos encontros oferecidos pela Igreja Católica. 

CASA DAS IRMÃS FRANCISCANAS SERVAS DA IMACULADA

Ao fundo de todas as construções, está a casa das Irmãs Franciscanas, religiosas que vieram da Itália para o Brasil e aqui desenvolvem a sua pastoral. 

A RENOVAÇÃO A PARTIR DE 1991

Um tanto abandonado, o Santuário precisava de uma pessoa dinâmica e entusiasmada para reerguê-lo.Um jovem sacerdote diocesano - Padre José Mário Ribeiro - foi nomeado para as funções de Reitor do Santuário do Desterro. Assumiu suas funções em 1991, e imediatamente lançou mãos às obras, fazendo com que o Desterro renascesse para um presente glorioso, tornando-o parte integrante de, praticamente, todos os acontecimentos de Casa Branca.Com a transferência do mesmo para longes terras, Padre Carlos Eduardo Dóbies assume a Reitoria e  continua o trabalho incansável de espalhar a devoção de nossa querida Mãe, a Senhora do Desterro.

 
O CAMINHO DA FÉ

Atualmente, o Santuário Nossa Senhora do Desterro também faz parte do roteiro de peregrinação espiritual conhecido como Caminho da Fé, servindo de lugar de visitação e pouso para os peregrinos que saem da cidade de Tambaú em direção a  Aparecida do Norte.

Voltar